inbound vs outbound

Inbound Marketing vs. Outbound Marketing (Novo): Entenda e compare as principais características

inbound vs outbound

O Inbound é um dos conceitos mais comentados no Marketing Digital. O marketing de entrada ou de atração, como também é conhecido, ganhou muitos adeptos por apresentar um conceito inovador, com baixos custos e por permitir a mensuração de resultados de forma mais precisa.

Já o Outbound, que reinou por muitos anos “sozinho”, atualmente divide espaço com outras técnicas de marketing, estando “vivinho da Silva”. A estratégia continua sendo solicitada em qualquer agência de marketing digital. Mas se só veio à sua mente propagandas de rádio, TV ou até outdoor, você definitivamente não conhece o novo Outbound.

O tradicional já foi adaptado para o digital. Quer exemplos? Banners, pop-ups, e-mail marketing e anúncios em vídeos, todos são táticas muito utilizadas e que funcionam na maioria das vezes. Trata-se de modelos diferentes, mas que desempenham seu papel no planejamento estratégico, que, dependendo do tipo de segmento, têm o nível de importância maior ou menor.

De fato, quando se fala em Marketing Digital, o Inbound tem uma vitrine maior, mas vamos entender melhor a diferença entre Inbound e Outbound e suas características para você conhecer o poder atual da nova forma de fazer Outbound. Boa leitura!

Outbound Marketing: O antigo, o novo e suas principais características

televisão antiga mostrando um apresentador

O Outbound clássico é o marketing tradicional, tendo como objetivo atrair clientes oferecendo produtos e serviços. A metodologia consiste em ofertar algo e não esperar o interesse genuíno do consumidor por meio de conteúdos, como é feito no Inbound.

Este modelo de marketing era muito relevante antes do digital ganhar sua força, tendo seu espaço em propagandas em TV, rádios, panfletagem, revistas, outdoors, patrocínio de eventos e até o telemarketing ativo. Apesar da capacidade de atingir um grande número de telespectadores, a medição de audiência nunca foi tão precisa quanto na web, além de que exige alto investimento, e o retorno costumava ser bem abaixo das expectativas.

No entanto, vale ressaltar que alguns segmentos são, praticamente, obrigados a investirem neste tipo de marketing para entrar no mercado até nos dias de hoje. Geralmente, as grandes redes de vendas exigem que seus fornecedores apostem nesses meios de divulgação.

A estratégia é bastante utilizada por marcas que oferecem produtos que geram algum tipo de valor para as pessoas, mas elas apresentam dificuldade em descobrir essa necessidade. Neste caso, o Outbound feito com maestria é uma excelente solução para conquistar clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.

Mas, conforme demos um pequeno spoiler na introdução deste artigo, agora pode-se contar também com um novo tipo de Outbound, o qual tem tudo a ver com o setor de vendas da sua empresa, não com o setor de Marketing.

Para te explicar melhor, vamos usar o conhecimento e experiência do autor e especialista em vendas Aaron Ross, com suas dicas no livro “Receita Previsível”. Neste livro, Aaron sugere a possibilidade de prever o aumento de vendas num negócio por meio de estratégias de Outbound.

Ele recomenda que a empresa invista num time focado em prospecção antes do setor de vendas entrar em ação. Tendo como base num perfil de cliente ideal, esse time vai pesquisar e prospectar novos públicos que possam ter interesse em algum produto ou serviço que a empresa oferte (por um simples e-mail de apresentação, por exemplo). E após esse primeiro contato, as vendas entram em ação por uma simples ligação, minimizando as chances de repulsa por parte do público, que já o conhece.

Não deixe de ler também o artigo sobre o “Receita Previsível” com muito mais detalhes. Clique aqui e confira!

Essa forma de fazer Outbound aquece o público antes de surpreendê-lo com uma venda, ou seja, não é nada agressivo ou invasivo, afinal a empresa já teve conhecimento e gerou mínimo interesse para aceitar uma ligação ou reunião.

Em outras palavras, é como convidar alguém para jantar antes de pedir em namoro, o que é relevante num mundo onde o “amor à primeira vista” já vem sendo considerado algo ultrapassado.

Além disso, podemos contar com ferramentas que automatizam os contatos com os prospects, como o Ramper, que permite escalar o volume em cima do perfil do cliente ideal e oferecer mais tempo ao time de vendas para fazer negociações.

Inbound Marketing: Principais características

como o marketing digital funciona

 

Agora vamos mais sobre o queridinho do digital, o Inbound. Esse marketing de entrada tem como principal meta atrair e fidelizar clientes despertando o interesse dos mesmos. Para isso, usa como principal ferramenta a produção de conteúdo original e de qualidade.

Porém, para produzir um material diferenciado, é fundamental conhecer com riqueza de detalhes o seu público-alvo e criar as buyer personas – representantes ficcionais dos clientes ideais. Os textos devem responder as perguntas dos leitores e gerar interesse.

Por meio de posts e ofertas, o objetivo é aumentar o tráfego e alimentar o visitante com informações até que o mesmo esteja preparado para a compra. Para isso, além de conteúdo relevantes, é necessário ter pontos de conversão, como formulários em landing pages.

De acordo com dados da Demand Generation Benchmarks, leads nutridos ajudam a aumentar, em média, 20% das oportunidade de vendas. Os custos e a análise de métricas são pontos que mostram a diferença entre Inbound e Outbound, sendo, nesse caso, um ponto positivo do Inbound. Além de ser mais barato do que os meios tradicionais de Outbound, a metodologia permite uma medição de resultados mais precisa e segmentação de público, tornando a estratégia mais eficaz.

E então, qual vale mais a pena: Inbound ou Outbound?

Agora que você entendeu a diferença entre Inbound e Outbound, surge a dúvida: em qual investir? Apesar do crescimento e maior relevância do marketing de atração, para muitos negócios os meios tradicionais de vendas permanecem sendo excelentes opções. Portanto, o Outbound não deve ser descartado, mas sim trabalhado em conjunto ao Inbound, incluindo a nova maneira de “aquecer” o público antes de oferecer uma oferta (novo Outbound).

O novo marketing conduz a venda nos meios digitais e apresenta resultados duradouros, mas o tradicional também mostra benefícios a curto prazo e eficácia para alguns nichos. O recomendado é: antes de escolher onde investir as estratégias, procure uma agência de marketing e solicite uma consultoria. Independentemente do direcionamento da sua estratégia, é essencial que você tenha um planejamento detalhado.

Continue acompanhando nossos conteúdos e assine a nossa newsletter! Ficou com alguma dúvida? Fale com a Actwork clicando aqui.



Share article on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *